Guerra na Síria

A guerra da Síria está desolando mais uma vez aquele país, ainda mais com as intensificações do conflito nos últimos dias. Os números desta guerra assustam, só em 2018 já morreram mais de 1.000 mil crianças, segundo a ONU (Organização das Nações Unidas)¹. Um grupo humanitário Observatório Sírio dos Direitos Humanos, mostrou a morte de mais de 520 pessoas desde as últimas semanas de fevereiro deste ano².

Diante da assustadora ofensiva, temos visto várias explicações, supostamente bíblicas, que explicariam que essa intensificação da guerra na Síria, seriam cumprimento de profecias bíblicas do Antigo Testamento.

Falta de conhecimento bíblico leva ao erro

Para o pastor e teólogo, Samuel Braz, da Igreja Adventista da Promessa (IAP) em São Paulo, isso não se confirma. Ele publicou em seu perfil pessoal do Facebook que:

1 – As profecias descritas em Isaías 7, 8, 17, não se referem a uma destruição futura, mas a consequência da aliança realizada entre a Síria e Efraim contra o reino de Judá. No contexto de Isaías 17 a Síria é destruída pela Assíria, assim como o Reino do Norte;

2 – Essa profecia se cumpriu no oitavo século antes de Cristo, conforme está narrado pela Escritura em 2 Reis 17, no capitulo 16 se observa claramente o relato de Isaías sendo cumprido quando a Assíria cerca Damasco.

Portanto, tomem cuidado com informações que distorcem ou mesmo transmitem interpretações falsas com relação ao relato bíblico. Essa escatologia de catástrofe não contribui em nada, ainda mais em períodos como estes, em que o que devemos fazer é orar pela misericórdia de Deus sobre o sofrimento e a dor das pessoas.”

Na mesma direção, o pastor e teólogo Kennedy Mattos, da IAP no Espírito Santo, explica as profecias em seu blog e concluiu:

Esta, na verdade tem sido uma velha tática do próprio diabo, usar texto, fora de contextos para desviar o homem da necessidade do seu verdadeiro despertamento, e inercia da sua real condição de pecado e de pouco tempo que lhe resta. Foi assim no Éden com Eva, foi assim no deserto com Jesus. O diabo distorcendo a palavra de Deus para desviar o homem da verdadeira vontade de Deus. (….)

O ponto, todavia, é este. Creio que o deus deste século cega o entendimento dos homens para que não enxergue o que realmente é importante, a profecia que de fato é para os nossos dias. Que tal olha para o maior profeta de todos e ver o que ele disse a respeito, não da Síria em si, mas de todas as guerra e rumores de guerras que estamos vendo hoje.

Vocês ouvirão falar de guerras e rumores de guerras, mas não tenham medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim. Nação se levantará contra nação, e reino contra reino. Haverá fomes e terremotos em vários lugares. Tudo isso será o início das dores. (Mateus 24:6-8)

Essa sim é uma profecia para os nossos dias, mas por que não há o interesse de se vê-la em nosso contexto? Porque ela revela os sinais do tempo do fim. Não somente a guerra na Síria, mas também as ameaças de guerra entre Coreia do Norte e E.U.A, a guerra no Brasil, os terremotos no México e tantos outros sinais deveriam alertar os homens para o fato de que o dia do cordeiro está chegando e que são urgentes o arrependimento e a conversão para salvação.

Deve-se tomar cuidado em aplicar o texto bíblico no afã de dar explicações para momentos de sofrimento. Não se deve proclamar interpretações falsas, o dever de cada pessoa que lê estas notícias, é de orar e buscar meios de ajudar os sírios.

Referências

¹ Guerra matou mais de 1.000 crianças na Síria em 2018. Disponivel em: https://veja.abril.com.br/mundo/guerra-matou-mais-de-mil-criancas-na-siria-em-2018/.

² Ataques continuam em Guta Oriental, na Síria, apesar de trégua anunciada pela Rússia. Disponível em: https://g1.globo.com/mundo/noticia/ataques-continuam-em-guta-oriental-na-siria-apesar-de-tregua.ghtml.

Fonte:
Além Portal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.