Solus Christus

Solus Christus

Vamos continuar nosso aprendizado sobre as solas da Reforma Protestante. Já conversamos sobre Sola Fide e Sola Scriptura. Hoje, vamos conversar sobre Solus Christus, ou Somente Cristo.

Antes de começar a dizer qualquer coisa, vejamos o que está escrito em I Coríntios 3:11 “Porque ninguém pode colocar outro alicerce além do que já está posto, que é Jesus Cristo.” Vamos recitar as indulgências neste texto, para entender melhor, leia o texto Sola Fide. E para criarmos um contexto mais claro, vamos ao nosso dicionário da Reforma:

A ICAR prega que somos perdoados por meio de alguns intermediários, mas que precisamos fazer algo para adquirir, alcançar esses tais intermediários, no caso, o perdão vinha por meio das penitências, das indulgências e das relíquias sagradas. Além da obrigatoriedade de se confessar com um ministro da igreja, no caso, os padres. Se confessando, você saberia quais ações deveria tomar para alcançar a expiação dos pecados. No caso, a morte de Cristo não basta, pedir perdão não basta, o arrependimento não basta, precisamos comprar os nossos pecados de alguma forma.

Somente em Cristo temos a salvação

A Reforma veio para mudar não somente as ações praticadas, mas a forma como se pensava. Somente em Cristo temos a salvação, somente Cristo perdoa nossos pecados somente Cristo tem o poder. Cristo, que morreu na cruz, por mim e por você. Cristo, que já pagou o alto preço pelas nossas vidas. Somente Ele é quem pode nos garantir a expiação.

Não alcançamos o perdão e a purificação senão por Cristo, somente Cristo é quem nos conduz à comunhão e ao relacionamento com Deus, que foi quebrado pelo pecado. Não precisamos de intermediários para alcançar a Deus, temos um canal direto, o sacrifício de Cristo garantiu que pudéssemos chegar direto aos pés do Pai e nos tornarmos seus filhos amados.

Nem todos os caminhos levam a Deus

Há religiões que afirmam que todos os caminhos levam a Deus, cada um pensa como quiser, acredita como bem entender, mas vemos Jesus Cristo nos dizer em João 14: 6 “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.” A Bíblia nos diz que há um só Deus e um só mediador, Cristo! Nessa ideia de fazer da religião um produto, e de substituir nossa relação pessoal com Deus por uma relação de troca (eu faço tal coisa e então Deus me perdoa) acabamos chegando num ponto onde Jesus não é o suficiente, precisamos Dele e de mais alguma coisa e de repente, somente Cristo já não é o bastante…

Nossas orações se transformam em uma sequência da nossa lista de desejos, e não estou dizendo que é errado apresentar suas necessidades e sonhos a Deus, mas além disso, você gasta tempo para conversar, para criar laços com Deus, para restaurar o relacionamento que através de Cristo é possível?

A Reforma já trouxe uma revolução

Lembra da passagem de Coríntios que citei no começo, sobre Cristo ser o alicerce? A Reforma já trouxe uma revolução de mente há 500 anos atrás! Mas e você, mudou a sua forma de pensar? Cristo te basta? Ele é sua base? Porque é como as casas que foram construídas na rocha e na areia (parábola do livro de Mateus), por fora elas tem as mesmas aparências, o problema é que quando a tempestade chega o que entra em jogo é o fundamento, o que está lá embaixo, escondido, o alicerce!

Se Jesus não for nosso alicerce, a casa vai cair! Portanto, viva em Cristo, viva com Cristo, somente Cristo. É como Paulo diz em Filipenses 1:21 “Porque para mim, o viver é Cristo”.

Fonte:
Além Portal – Mariana Mendes

Mariana Mendes é gerente de Mídias Sociais, escritora e criadora de conteúdo para o canal Entrelinhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.